geografia cacd

Bibliografia de Geografia para o CACD

bussola, mapa e geografia

A bibliografia de Geografia é a menos importante do CACD.

Em todas as outras matérias é crucial que o candidato faça as leituras recomendadas pelo menos algumas vezes para conseguir sedimentar seu conhecimento. No caso de Geografia, a estratégia é um pouco diferente.

Assim como acontece em Política Internacional, as provas de Geografia estão intrinsicamente relacionadas aos acontecimentos da atualidade.

A diferença principal se torna evidente quando observamos que enquanto em Política Internacional há uma série de livros que auxiliam o estudante a construir sua base conceitual para o estudo dos assuntos posteriores, em Geografia, essa base, apesar de ter alguma importância, não é necessariamente indispensável.

Deixe-me explicar.

As questões de Política Internacional do CACD, em grande parte, exigem conhecimento prévio do assunto e, mesmo aquelas que não contêm esse requisito, podem ser respondidas mais facilmente caso o candidato já tenha estudado sobre a história dos atores mencionados na questão.

Sempre uso o caso da Índia e do Paquistão como exemplo.

bandeira da Índia e do Paquistão

Qualquer um que conheça a história dos dois países sabe que eles são inimigos mortais e que são o principal foco de tensão da região. Portanto, um item de prova que mencione algum tipo de cooperação nuclear entre os dois muito provavelmente estará errado.

Mesmo que o item tente te enganar mencionando que Índia e Paquistão se reuniram em um terceiro país para negociar tal cooperação, a lógica dos eventos históricos é um forte indicativo de que tal encontro seria impossível.

Por isso é tão importante que o candidato tenha feito as leituras recomendadas. Quando se está bem preparado, o mero conhecimento histórico é suficiente para se responder uma questão específica sobre algum evento da atualidade.

No caso da disciplina de Geografia é um pouco diferente, pois para a banca é muito fácil criar afirmações que atentam contra a lógica e que nos levam a cometer deslizes. É perigosíssimo inferir respostas. Veja esses exemplos:

mapa e mão

Itens de Geografia:


Item 1

Há uma relação inversa entre nível de qualificação e volume migratório. A maior parte dos migrantes destinados aos Estados Unidos é constituída de trabalhadores de baixíssima qualificação.

Item ERRADO.

A maior parte dos migrantes de baixíssima qualificação migram para regiões dentro dos próprios países de origem. Eles tendem a ser pessoas paupérrimas as quais não têm condições mesmo de se locomover para fora de sua nação originária.

Devido ao noticiário, nós tendemos a identificar o imigrante como alguém despreparado e que deseja sair de seu país a qualquer custo. Enquanto isso é parcialmente verdade, a maior parte dos imigrantes tende a ser composta de pessoas relativamente bem preparadas, mas que buscam melhores oportunidades.


Item 2

É possível notar certa tendência de desconcentração da produção agrícola em direção aos países em desenvolvimento. Assim, pode-se observar que nenhuma região desenvolvida mantém destaque entre os principais produtores agrícolas do mundo.

Item ERRADO.

A Europa é o segundo maior produtor de gêneros agrícolas do mundo. Grande parte dessa produção está concentrada na França, que por muitos anos tem dificultado a negociação de acordos sobre gêneros agrícolas entre o Brasil e a União Europeia.

Por que muitas pessoas errariam essa questão?

Ora, tendemos a pensar em indústrias quando falamos sobre países desenvolvidos. E muito embora a agricultura na atualidade esteja bastante relacionada a avanços tecnológicos, esse conceito nos foge na maior parte do tempo.


Item 3

A Ásia, devido a sua notável concentração populacional, é a região com a maior taxa de crescimento vegetativo no mundo.

Item ERRADO.

Quando pensamos em Ásia, logo imaginamos cidades abarrotadas de pessoas, particularmente quando nos referimos à China e à Índia. Mas nesses dois países há mecanismos de controle populacional que foram capazes de frear esse crescimento. Na realidade, atualmente é a África que apresenta o maior crescimento populacional.


 

Utilizei esses três itens somente para ilustrar como é difícil responder a questões de geografia com base somente em nossos conhecimentos gerais ou em nossas leituras correlatas. É preciso conhecer os reais dados geográficos.

Você pode afirmar:

Eu já sei disso! Por isso a bibliografia é importante.

Não é bem assim. Esses dados estão em constante mutação e qualquer publicação com mais de um ano torna-se automaticamente questionável. Por isso é crucial adotar uma estratégia específica para a disciplina de Geografia.

Mas será que não vale a pena ler nenhum livro de Geografia?

vários globos

Caso você tenha acesso a um bom professor (farei uma recomendação ao longo desse artigo), afirmo tranquilamente que nenhum livro é indispensável.

É verdade que assuntos como História da Geografia, que engloba os preceitos de Alexander von Humboldt, Carl Ritter, Friesdrich Ratzel, Paul Vidal de la Blache e muitos outros, podem ser estudados por meio de livros, mas eu acredito que isso seja uma grande perda de tempo.

Um bom professor é capaz de ensinar tudo aquilo que você precisa saber sobre esses conceitos basilares em duas ou três aulas. Você não precisa gastar dias ou até mesmo semanas tentando destrinchar essas informações e extrair aquilo que a banca quer. Deixe que um profissional faça isso por você e utilize seu tempo respondendo a questões de provas anteriores.

Geografia, mais do que qualquer outra disciplina, se aprende com a resolução de itens.

mapa mundi em duas mãoesAcredito que a única parte da matéria que realmente precisa ser estudada por meio de uma fonte convencional como livros didáticos é a Geografia Física. Aqui, sim, temos informações imutáveis que realmente precisam ser decoradas pelo candidato.

A única maneira de aprender sobre as características dos principais biomas do Brasil é estudando-os da mesma maneira que fazemos com as demais disciplinas do CACD.

Antes de avançarmos para a bibliografia de Geografia, recomendo que você leia o artigo sobre: como começar a estudar para o CACD , ali eu recomendo o professor Thiago Rocha e explico como você pode encontrá-lo.

 


Bibliografia de Geografia


Geografia para o Ensino Médio

Autor: Demétrio Magnoli

livro Geografia para o Ensino Médio

Geografia Para o Ensino Médio

Sim, esse é um livro didático para o Ensino Médio, mas isso não faz qualquer diferença para você. Decidi mencionar esse detalhe somente para que você não se perca na hora de comprá-lo. Não há uma versão de nível superior da obra, a que você precisa é essa aqui mesmo.

Como você já deve ter percebido, o Demétrio Magnoli é um autor frequentemente mencionado na bibliografia do CACD. Assim como seus livros de História Mundial são extremamente úteis devido à qualidade das informações e da exemplar organização, esse de Geografia não fica atrás.

Caso você já tenha lido alguma obra escrita por Milton Santos, sabe que a disciplina de Geografia pode ser inacreditavelmente fastidiosa, mas saiba que seus estudos não precisam estender-se por centenas de páginas que ninguém entende, o famoso “miltonsantês”.

A grande vantagem do livro do Demétrio é o estilo claro e conciso do autor, além da enorme quantidade de fotografias e gráficos, que facilitam bastante a absorção do conteúdo.

É preciso lembrar que, assim como o título demonstra, trata-se de uma obra para o Ensino Médio, portanto não passa nem perto de abordar todos os assuntos que você precisa estudar.

Para deixar bem claro, a obra não discute suficientemente as temáticas da Geografia Mundial e nem mesmo exaure o assunto de Geografia do Brasil.

Basta uma consulta ao edital do CACD para perceber que a banca exige muito mais do candidato. Você precisa de conhecimento de Geografia em escala global. É, sim, necessário saber uma série de detalhes sobre aquilo que acontece nos demais países e continentes.

Apesar disso, esse livro funciona como uma ótima introdução à Geografia uma vez que permite ao candidato uma leitura relativamente rápida e o desenvolvimento das primeiras bases para o aprendizado mais profundo da disciplina.

 


Manual do Candidato: Geografia

Autora: Bertha Becker

manual do candidato de geografia para o CACD

Manual do Canditato: Geografia

Prefiro não recomendar os manuais do candidato disponibilizados pela Fundação Alexandre de Gusmão (FUNAG) porque eles tendem a ser bastante superficiais. Além disso, devido ao fato de serem obras oficiais do Itamaraty, muitos candidatos acreditam que a leitura delas é suficiente.

Não se engane, esses manuais apenas arranham a superfície dos tópicos que você precisa estudar.

De qualquer maneira, é bem claro que os manuais têm melhorado nos últimos anos e têm se tornado cada vez mais úteis. A autora, Bertha Becker, é um dos principais nomes da Geografia nacional e suas interpretações são correntemente cobradas pela banca.

O Manual do Candidato: Geografia, assim como os demais, é grátis. Clique aqui para baixá-lo.

Vale lembrar que essa obra segue exatamente a estrutura do edital do CACD, algo que facilita bastante a organização do candidato porque permite que o estudo se desenvolva de forma previsível e controlada.

Como eu já disse, a prova de Geografia baseia-se fortemente em acontecimentos da atualidade, portanto é importante que, antes de tudo, você acompanhe o noticiário com a devida regularidade.

 

 

Em relação aos demais assuntos, como as correntes do pensamento geográfico, as características dos modelos de estudo da geografia e a geografia física do Brasil, a obra de Bertha Becker ajuda muito. Considero essa uma ótima leitura, principalmente para aqueles que são iniciantes e estão tentando estabelecer o conhecimento fundacional para o CACD.

 


“Baú do Miltão”

Organizador: Professor Thiago Rocha

baú com mapas nas laterais

Não é um livro, mas um agrupamento de arquivos de texto e de imagens mantido pelo professor Thiago Rocha.

Você pode acessar todo o material neste endereço: Baú do Miltão. Aqui você vai encontrar uma série de documentos que irão te ajudar a manter seus dados atualizados.

Há artigos publicados em revistas, gráficos, arquivos em PDF e toda sorte de material que um candidato ao CACD precisa para estar bem preparado no dia da prova.

Recomendo parcimônia na utilização dessa fonte. Há muita informação no “Baú do Miltão” e todas as vezes que visito a página vejo que mais arquivos foram adicionados.

Desde que você utilize esses textos como material de apoio, não há nenhum problema. Apenas tome cuidado para não se convencer de que é necessário ler tudo que estiver disponível ali.

 


Observação Importante:

Se você achou estranho o fato de eu não ter mencionado nenhuma obra de Milton Santos, saiba que fiz isso propositalmente.

Apesar de admitir a importância desse autor para a Geografia nacional, preciso dizer que suas obras são de dificílima leitura. As orações são construídas de maneira a dificultar a compreensão e os conceitos precisam ser virtualmente traduzidos para que o leitor consiga compreendê-los. Por isso um bom professor é tão importante no estudo da Geografia.

Para que você não ache que estou exagerando, aqui está um dos conceitos criados por Milton Santos:

“O espaço é uma forma-conteúdo, um conjunto indissociável de sistemas de objetos e sistemas de ações”.

O quê?!

É! Isso mesmo que você leu.

Agora imagine frases como essa preenchendo centenas e centenas de páginas. Você não precisa disso, eu não preciso disso, ninguém precisa disso.

Deixemos aos professores de Geografia a tarefa hercúlea de interpretar o “miltonsantês”. Você já tem disciplinas o suficiente para estudar, não precisa aprender mais um “idioma”.

Quero deixar bem claro que conhecer e, mais importante ainda, compreender os conceitos desenvolvidos por Milton Santos é algo indispensável para a sua aprovação, mas você não deve fazer isso sem ajuda, pois acabará se perdendo e aprendendo a matéria de maneira imprecisa.

 


Conclusão:

A maneira mais eficiente de estudar Geografia não é por meio da leitura de uma extensa bibliografia, mas com o auxílio de um bom professor. Como mencionado anteriormente, recomendo, sem ressalvas, o professor Thiago Rocha, você pode assistir a um vídeo dele aqui: como começar a estudar para o CACD.

geografia cacdTodos os livros vêm acompanhados de um defeito incontornável: dados desatualizados. E isso vai diretamente de encontro ao modelo do Concurso de Admissão à Carreira Diplomática (CACD).

Utilize os livros recomendados para estabelecer uma sólida base para que você tenha ainda mais facilidade para acompanhar as aulas, mas faça tudo que puder para não depender inteiramente dos livros.

É verdade que eu poderia mencionar muitíssimas outras obras nessa bibliografia, afinal, essa lista acabou tornando-se a mais curta de todas. Optei por deixá-la assim porque realmente acredito que os benefícios que você poderia extrair dos demais livros são meramente marginais.

O CACD exige pragmatismo e o ideal é que você não leia uma página sequer que não seja essencial à sua aprovação.

Não digo que seja impossível passar no CACD sem a ajuda de um professor, mas, no caso de Geografia, optar por essa alternativa irá encurtar consideravelmente seu caminho.

Você vai concordar comigo, é melhor passar no CACD antes que passar depois, mesmo que isso tenha algum custo financeiro.

Leia os livros básicos, acompanhe as atualidades, contrate um bom professor e você terá ótimo rendimento na sua prova.

Caso você tenha sugestões ou perguntas, utilize os campos abaixo para enviá-las. Responderei assim que possível.

Vamos estudar!

 

4 respostas
  1. João Pedro
    João Pedro says:

    Na Saraiva, o livro de Geografia do Magnoli só está disponivel em sua edição de 2012. Mesmo sendo antigo, essa edição ainda é útil?

    Responder
    • Bruno
      Bruno says:

      João Pedro,

      A matéria de Geografia muda demais! Essa é a segunda disciplina que mais demanda conhecimento de “atualidades” do candidato.

      O livro do Demétrio é muito bom em relação à parte de Geografia Física e, nesse caso, a edição de 2012 ainda seria útil. Apesar disso, preciso te alertar para o fato de que o restante do livro vai ser praticamente inútil para você.

      Faça o seguinte:

      1) Caso já tenha outra fonte para estudar Geografia Física, não compre o livro.

      2) Se nunca estudou Geografia Física, procure por uma versão usada da obra do Demétrio. Assim você pode utilizar o livro sem desperdiçar dinheiro. Dê uma olhada aqui: Geografia para o Ensino Médio (link para a loja da Amazon).

      Bons estudos!

      Responder
    • Bruno
      Bruno says:

      Thyago,

      você não precisa ler o livro inteiro. Basta estudar as partes sobre Geografia Física.

      Bons estudos!

      Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *