10 Temas de Política Internacional e de Atualidades para o CACD de 2018:

1) Expulsão de Diplomatas Russos no Ocidente:

Diplomatas russos expulsos dos Estados Unidos deixam o país

Diplomatas russos expulsos dos Estados Unidos deixam o país

O caso de envenenamento de um ex-agente russo e de sua filha, que viviam em Londres, ocasionou a expulsão de diplomatas russos da Inglaterra. O repúdio à tentativa de homicídio, que foi atribuída à Rússia por alguns países ocidentais, alastrou-se por várias nações e causou a expulsão de representantes do governo russo na América do Norte e na Europa.

 

 

2) Taxação Americana Sobre o Aço, Reação da China e Efeitos Sobre o Brasil:

Trabalhador chinês ajuda no carregamento de hastes de aço

Trabalhador chinês ajuda no carregamento de hastes de aço

Estados Unidos decide taxar a importação de aço da China. O governo chinês opta pela retaliação e impões taxa de 25% a uma série de produtos americanos, dentre eles a carne suína.

 

3) Interferência da Rússia de Putin nas Eleições Americanas:

Vladimir Putin aperta a mão de Donald Trump

Vladimir Putin aperta a mão de Donald Trump (Saul Loeb—Getty Images)

Donald Trump é acusado de beneficiar-se do auxílio do governo russo durante sua campanha à eleição presidencial dos Estados Unidos.

 

4) Globalização Sob Ataque na Administração de Donald Trump:

Donald Trump

Donald Trump

A retórica de Donald Trump não ficou restrita ao muro que separa os Estados Unidos do México. O Presidente Americano defende uma intensa proteção às fronteiras americanas, tanto física como comercial, e afirma que, se não for contida, a globalização causará a destruição da classe média americana.

 

5) Questão Nuclear na Coreia do Norte:

Mísseis são expostos durante parada militar em Pyongyang

Mísseis são expostos durante parada militar em Pyongyang (Sue-Lin Wong/Reuters)

O programa nuclear norte coreano prossegue em meio a avanços e recuos. Atualmente, as discussões entre Pyongyang, Seoul e Washington tiveram como resultado a desaceleração das ofensivas norte coreanas, entretanto nenhum compromisso concreto foi formado.

 

 

6) Reaproximação entre Seoul e Pyongyang:

Coreia do Sul e Coreia do Norte caminham juntas nas Olimpíadas de Inverno de PyeongChang

Coreia do Sul e Coreia do Norte caminham juntas nas Olimpíadas de Inverno de PyeongChang (Matthias Hangst/Getty Images)

Coreia do Sul e Coreia do Norte caminham juntas durante a cerimônia de abertura das Olimpíadas de Inverno de PyeongChang de 2018. O acordo entre os dois países foi firmado durante uma reunião histórica na Zona Desmilitarizada localizada em Panmunjom.

 

7) Estados Unidos, Meio Ambiente e os Acordos de Paris:

Protesto contra a retirada dos Estados Unidos dos Acordos de Paris

Protesto contra a retirada dos Estados Unidos dos Acordos de Paris (Toshifumi Kitamura, AFP)

Os Estados Unidos, sob a presidência de Donald Trump, retiram-se dos Acordos de Paris em uma decisão sem precedentes. Os norte-americanos foram fortemente criticados por governantes do mundo inteiro.

 

8) Crise dos Refugiados:

Refugiados chegam à ilha de Lesbos, na Grécia

Refugiados chegam à ilha de Lesbos, na Grécia (foto de Zalmaï para Human Rights Watch)

A situação de refugiados oriundos, principalmente, do território devastado da Síria continua a agravar-se. Enquanto a Europa enfrenta enormes dificuldades para abrigar todos os requerentes de asilo, países como o Canadá se oferecem para receber uma porção dessas pessoas.

 

9) Caos na Venezuela e Seu Impacto do Brasil:

Refugiados venezuelanos no Norte do Brasil

Refugiados venezuelanos no Norte do Brasil

A situação cada vez mais caótica da Venezuela tem empurrado parte da população mais pobre da Venezuela para a fronteira com o Brasil. A quantidade de pessoas é tão grande que as cidades fronteiriças brasileiras não têm estrutura o suficiente para abrigar a todos. Os refugiados acabam vivendo de maneira precária nas ruas e sob viadutos.

 

10) Radicalismo no Mundo Islâmico:

Radicais do autointitulado Estado Islâmico

Radicais do autointitulado Estado Islâmico

O radicalismo do autointitulado Estado Islâmico, apesar de parcialmente contido, continua a desalojar milhares de pessoas no Oriente Médio. Apesar de suas constantes derrotas na frente armada, os radicais continuam a demonstrar força por meio de suas campanhas de ideologização.

 

atualidades-concursos-convite

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *